Mergulho virtual ao fundo do mar

Oceanário de Lisboa partilha vídeos do interior dos seus aquários.

Quando pensamos no impacto do lixo de plástico nos ecossistemas, é quase certo que nos venham à memória imagens de animais marinhos que deram à costa com sacos de plástico, palhinhas e redes de pesca no estômago. A preservação dos oceanos é uma das principais bandeiras da luta contra o plástico descartável e as ameaças à vida selvagem estão presentes na maior parte das mensagens de sensibilização para este problema.

Numa plataforma dedicada ao uso responsável do plástico, é recorrente partilharmos alguns conteúdos relacionados com a poluição nos oceanos e com os plásticos e microplásticos encontrados em espécies animais. Nesta fase de isolamento social, em vez de recorrermos a campanhas de choque, apelamos antes à reflexão sobre a imensurável riqueza e beleza do fundo dos nossos oceanos.

“Em casa a ver o mar”

O Oceanário de Lisboa está a dinamizar uma série de atividades virtuais para toda a família. O programa “Em casa a ver o mar” inclui sugestões diárias de conteúdos que vão dos quizzes aos vídeos. Paralelamente, é possível “visitar” o aquário principal do Oceanário através de um relaxante vídeo. Também o aquário das medusas tem um vídeo no Youtube:

A propósito da reflexão sobre o impacto do lixo de plástico nos oceanos, terminamos com uma curiosidade: Sabia que as tartarugas são das espécies que mais se “enganam” e ingerem sacos de plástico, que confundem com comida? Curiosamente, é comum alimentarem-se de medusas, essas estranhas espécies que facilmente passam por… sacos de plástico. E vice-versa.