Vamos jogar ao “Quem encontra o objeto mais estranho”?

É possível “pescar” as coisas de plástico mais absurdas.

Há de tudo nos nossos oceanos. A competir com as mais de 250.000 espécies registadas no WoRMS (Registo Mundial de Espécies Marinhas) ou mesmo com as cerca de 700.000 estimadas, há um incalculável número de objetos de plástico que ameaçam ultrapassar (e prejudicar) as espécies marinhas. Em 2017 a ONU avisou: “se nada for feito e se continuarmos neste ritmo, em 2050 haverá mais restos de plásticos nos oceanos do que peixes.”

Capacetes, baterias, garrafas, brinquedos, pedaços de esferovite, mais garrafas de plástico, sacos, palhinhas, garrafas de plástico outra vez. Detritos de tragédias como o tsunami que atingiu o Japão em 2011 viajam pelo Atlântico através das correntes oceânicas e arrastam vestígios de vidas afundadas. O The Guardian destaca a história de um japonês que recuperou a sua Harley-Davidson depois desta dar à costa na América do Norte. Segundo a Ocean Legacy, uma fundação canadiana cujo propósito é travar o plástico nos oceanos, um terço do lixo que poluiu as águas mundiais provém precisamente do tsunami japonês. China, Indonésia e Vietname lideram a lista dos países apontados como os principais responsáveis pelo plástico que vai parar aos oceanos, com origem nos principais rios e na pesca. Redes, restos de linhas, armadilhas e lixo descarregado por navios mercantes e cruzeiros acumulam-se formando verdadeiras “ilhas de plástico” no meio do oceano.

Neste vídeo de mergulho em Bali, na Indonésia, o mais exótico que se consegue vislumbrar é… uma camada de lixo de plástico:

No relatório de 2019 da Ocean Conservacy, ONG que coordena ações de limpeza costeira em todo o mundo, há registos de sanitas, microondas, vassouras, drones, televisões, bicicletas, carrinhos de compras, guarda-chuvas… encontra-se de tudo. No “top 10” temos (em quantidade de items recolhidos):

1. Pontas de cigarros – 5,716,331
2. Embalagens alimentares – 3,728,712
3. Palhinhas – 3,668,871
4. Talheres descartáveis – 1,968,065
5. Garrafas de plástico – 1,754,908
6. Anilhas de latas de bebidas – 1,390,232
7. Sacos de compras – 964,541
8. Outros sacos de plástico – 938,929
9. Tampas de garrafas – 728,892
10. Copos e pratos de plástico – 656,276

Na categoria “coisas mais estranhas” temos consolas de jogos, aspiradores, dentaduras árvores de natal, candeeiros e tudo o que conseguirmos imaginar e que, eventualmente, não consta desta lista.

“Achados estranhos à volta do mundo”. Por ordem, a partir do canto superior direito (“Vacuum cleaner”): Aspirador, espada de plástico, consola de jogos, chave, dentadura, laço, brinquedo astronauta, candelabro, aparelhagem portátil, piaçaba, árvore de natal e calculadora.