Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

[Vídeo] Microplásticos sem tabus

Rescaldo do 2º webinar Plástico Responsável Continente.

Depois de uma primeira conversa sobre o que se está a fazer para evitar o plástico desnecessário em Portugal, o Plástico Responsável Continente e o jornal Público promoveram um segundo momento de reflexão focado no problema dos microplásticos e nas possíveis soluções que a inovação propõe. Convocados para a conversa, a secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa, Ana Alves, responsável pelos produtos de marca própria do Continente, Bruno Pereira da Silva, em representação do PIEP (Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho), e Sandra Ramos, do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental). A moderação coube novamente a David Pontes, diretor adjunto do Público.

Como mote, a entrevista do jovem investigador Fionn Ferreira ao website P3. Em 2019, com apenas 18 anos, o lusodescendente foi distinguido com o grande prémio da Google Science Fair com um projeto para remover os microplásticos dos oceanos. No testemunho em vídeo, Fionn relembrou que não são apenas os microplásticos que constituem um grande problema – os químicos que se adicionam aos plásticos, por exemplo, também têm impacto no ambiente e na nossa saúde. E independentemente dos esforços constantes da ciência para evitar o problema da contaminação dos ecossistemas, o jovem desafia os governos a “repensar a forma como os plásticos são produzidos no seu sistema económico”. Ferreira termina com um alerta: os microplásticos terão impacto no futuro e poderão, acredita, ser a próxima pandemia. Foi a partir destas ideias que decorreu a conversa de pouco mais de uma hora – tempo a menos para os convidados partilharem toda a informação que gostariam de partilhar. Mais do que conclusões ou soluções milagrosas, esta reflexão conjunta traz algumas luzes para traçar o caminho rumo a um planeta mais sustentável – com menos plástico, logicamente.

Para rever: