Pagar a escola com plástico para reutilizar

Na Akshar Foundation School, na Índia, a mensalidade é paga com plástico.

Tornar a escola mais acessível e contribuir para uma comunidade mais limpa são os principais objetivos do projeto criado pelo casal indiano Parmita Sarma e Mazin Mukhtar. Desde 2016 que gerem a Akshar Foundation School, uma escola para crianças entre os 5 e os 15 anos numa pequena comunidade do estado indiano de Assam, no nordeste do país. Apoiada por uma fundação, a escola vive dos contributos semanais dos alunos: no mínimo, 25 objetos de plástico descartável para reutilizar ou reciclar.

DR FB Akshar Foundation School. Todas as semanas, os alunos contribuem para a escola com pelo menos 25 objetos de plástico descartável

A principal motivação dos fundadores da Akshar Foundation School foi evitar a incineração do lixo plástico, muito comum na comunidade e altamente tóxica para o solo e para o ar. Além disso, até à abertura da escola, a maior parte das crianças trabalhava nas pedreiras da região.

Fonte: zap.aeiou

Além desde sistema de “propinas” sustentáveis, a escola procura capacitar os alunos para diferentes tarefas práticas, desde a carpintaria à eletrónica. O currículo escolar abrange também atividades de consciencialização ambiental e de educação cívica, para que a comunidade escolar cresça sensível ao meio que a rodeia. Os próprios alunos sugerem a reutilização criativa do plástico que vão juntando: as garrafas de plástico, por exemplo, podem ser utilizadas como “tijolos” para a construção de pequenas estruturas. 

DR FB Akshar Foundation School. As educadoras aproveitam os sacos de plástico para “tricotar”

Inicialmente, a escola tinha pouco mais de 20 alunos. Hoje, são mais de 100 as crianças que têm oportunidade de seguir um percurso educacional que as prepara para a vida adulta em vários sentidos. O objetivo dos fundadores, agora, é criar uma rede de estabelecimentos de ensino semelhantes para implementar por toda a Índia.

Referências: artigos da Forbes e da BBC Brasil.