Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Micro-ondas convertem lixo de plástico em hidrogénio

Investigadores da Universidade de Oxford trabalham nova abordagem.

Os fornos micro-ondas que todos temos funcionam através de ondas eletromagnéticas, simplesmente chamadas de micro-ondas. O que uma equipa de investigadores da Universidade de Oxford descobriu é que essas mesmas ondas, quando usadas para aquecer resíduos de plástico, geram hidrogénio – um tipo de energia limpa e cada vez mais debatida como alternativa aos combustíveis fósseis na mobilidade urbana, por exemplo.

Apesar de estarem ainda numa fase inicial da investigação, a equipa de investigadores britânicos acredita no potencial desta solução para o problema dos resíduos de plástico, conforme partilharam numa entrevista à revista New Scientist. Não sendo também uma novidade, converter plástico em hidrogénio, o método agora testado parece ser mais simples e mais rápido.

Como funciona o processo de conversão do lixo de plástico em hidrogénio?

Sacos, embalagens de leite e outras embalagens de plástico são cortados em pequenos pedaços. Usando um liquidificador comum, de cozinha, a equipa de investigadores juntou um catalisador à base de óxido de ferro e óxido de alumínio aos resíduos. A mistura resultante foi depois aquecida num gerador de micro-ondas, obtendo 97% de hidrogénio através desse processo.

Para já, os testes em grande escala estão a ser planeados. As expectativas são altas, tendo em conta o potencial de aproveitamento dos resíduos para produção de energia. Para acompanhar num futuro próximo.

[O estudo foi publicado na revista científica Nature Catalysis.]