Menos plástico nos sacos para Fruta e Legumes

Redução no tamanho permite poupança de 41 toneladas.
Sacos de plástico ultraleves fruta e legumes

Partilhar

Desde abril deste ano, de acordo com o compromisso público assumido pelo Continente para um uso responsável do plástico, a marca tem disponibilizado opções mais sustentáveis em alternativa aos sacos de plástico de utilização única para frutas e legumes.

Apesar da disponibilização de sacos de algodão e de poliéster em algumas lojas e da possibilidade de o cliente trazer os seus próprios sacos, os sacos de plástico de utilização única ainda são a opção mais usada para a fruta e os legumes. Sem prejuízo para o consumidor, depois de dois meses de testes em loja, o Continente reduziu em 5 cm a altura dos sacos. Assim que a medida for implementada em todas as lojas, este “pequeno ajuste” na dimensão dos sacos irá significar menos 41 toneladas de plástico por ano.

O Continente continua a dialogar com os fornecedores para garantir soluções de eco-design nas embalagens dos produtos de marca própria, sem pôr em causa a qualidade e a segurança alimentar.

Sacos de plástico ultraleves proibidos a partir de junho de 2023

Aprovada em abril pela Comissão Parlamentar de Ambiente e publicada em Diário da República a 2 de setembro, a lei que define a proibição de disponibilizar sacos de plástico ultraleves para fruta e legumes entrará em vigor a partir de 1 de junho de 2023. Até lá, retalhistas e consumidores terão de procurar alternativas mais sustentáveis.

Sacos reutilizáveis na fruta e legumes: projeto-piloto

Antecipando o desaparecimento dos sacos de utilização única para fruta e legumes, o Continente tem testado a disponibilização de sacos reutilizáveis em algodão e em poliéster e incentivado os clientes a trazerem os seus próprios sacos de casa. Utilizando um cartão, feito com papel reciclado, as etiquetas de pesagem dos diferentes produtos podem ser coladas e depois mostradas na caixa. Em breve, o Continente prevê implementar este sistema em todas as lojas do país.

Artigos recentes

“Um dia para mudar os próximos”

Lisboa acolheu a National Geographic Summit 2022 para refletir sobre o “planeta possível”, com base na coexistência sustentável entre humanos e natureza.

Comentários

0 Comments

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest