Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

Fruta e legumes sem plástico

Os sacos reutilizáveis para frutas e legumes vieram para ficar.

É cada vez mais difícil ignorar o impacto da poluição dos plásticos no meio ambiente e os sacos descartáveis usados para fruta e legumes têm um peso muito grande neste problema. Felizmente, as alternativas reutilizáveis estão aí e vieram para ficar.

De acordo com dados de 2018 da Organização das Nações Unidas (ONU), entram por ano nos oceanos cerca de oito milhões de toneladas de plástico. Mas o problema vai para além do descarte incorreto deste material. A produção de plástico faz-se a partir de petróleo, tendo elevados custos também em termos de poluição do ar. Salvar o ambiente depende de todos, por isso, damos-lhe uma dica muito simples para diminuir a sua pegada ecológica: passe a usar sacos reutilizáveis para fruta e legumes.

Quantos sacos de plástico ainda usa?

Se se serve unicamente de sacos de plástico descartáveis quando compra frutas e legumes, faça as contas connosco. Imagine que, por semana, em média, compra oito doses de frutas e legumes. No curto espaço de um mês, terá gasto cerca de 32 sacos – oito sacos a multiplicar por quatro semanas. Ao final de um ano, estaremos a falar de 384 sacos em frutaria! 

Um estudo recente mostra que os portugueses continuam a ser dos europeus que mais utilizam sacos de plástico. Na verdade, por ano, cada pessoa usa em média mais de 460 – um valor bastante superior ao cenário que colocámos.

Na natureza, um saco plástico descartável, por norma em polietileno (uma substância derivada do petróleo), leva mais de 200 anos a desaparecer. Mesmo que o deposite na reciclagem, está a contribuir para aumentar a demanda de plástico e, claro, a sua produção. Há uma solução ainda mais amiga do ambiente: a reutilização. Não a reutilização do saco de plástico ultraleve que muitas vezes não resiste para lá da primeira utilização, mas sim de sacos verdadeiramente ecológicos, resistentes e laváveis. 

Alternativas ecológicas e igualmente cómodas

O Continente já tem disponíveis várias tipologias de sacos, em poliéster e em algodão, que aguentam até oito quilos.Os preços são igualmente convenientes: o saco mais pequeno fica por 0,15€, o médio por 0,25€ e o saco de algodão por 2,00€. Pode encontrá-los na secção de Fruta e Legumes em qualquer loja Continente, Continente Modelo ou Continente Bom Dia. Conheça-os abaixo.

Em algumas lojas, poderá mesmo encontrar cartões em papel reciclado para colar as etiquetas com o preço e código de barras. Em alternativa, coloque as frutas e legumes no seu saco ou sacos reutilizáveis e, na caixa, o operador tratará de pesar cada produto separadamente.

O Continente estima que, se todos os clientes aderissem a alternativas sustentáveis ao plástico para a compra de frutas e legumes, poderiam poupar-se 430 toneladas de plástico por ano. Para incentivar o uso de sacos reutilizáveis, o retalhista ofereceu, em novembro do ano passado, um milhão de sacos reutilizáveis aos seus consumidores. Não há melhor forma de perceber como são resistentes e práticos do que experimentá-los! Uma alternativa amiga do ambiente, mais duradoura e igualmente funcional. 

Esta é mais uma ação do Continente integrada no seu compromisso por um uso responsável do plástico. Conheça aqui outras iniciativas de sustentabilidade levadas a cabo ao longo de 2020 que já permitem poupar mais de 4.200 toneladas de plástico virgem anualmente.

Por imposição legal, até 2023, as lojas vão deixar de disponibilizar ao público os sacos de plástico ultraleves para frutas e legumes, mas o ambiente não pode nem tem de esperar até lá. Comece já a descartar o plástico desnecessário e a contribuir para um mundo mais verde!