Catalunha propõe caução de 4€ por maço de tabaco 

Medida visa eliminar as beatas de cigarro do ambiente.
Caução tabaco Catalunha

Partilhar

O Governo Regional da Catalunha prepara-se para implementar uma medida para eliminar as beatas do ambiente – ou, pelo menos, para as reduzir significativamente. Numa notícia publicada a 19 de maio no jornal catalão “El Economista”, anuncia-se uma caução por maço, devolvida se o fumador devolver as beatas – garantindo, assim, que são recolhidas e tratadas como resíduo.

A proposta é de 0,20€ por cigarro, o equivalente a uma caução de cerca de 4€ por maço de tabaco. Os pontos de devolução das beatas, pelo menos numa fase inicial, deverão ser as tabacarias e pontos de reciclagem. A notícia do “El Economista” refere uma receita anual de cerca de 154,44 milhões de euros que seriam direcionados para “limpeza e campanhas de consciencialização ambiental”.

70% das beatas não vão para o lixo

beatas de tabaco espalhadas por todo o lado. Não são biodegradáveis, contêm milhares de substâncias tóxicas e à medida que se vão decompondo, transformam-se em microplásticos. Segundo números avançados pelo governo catalão, “70% das beatas dos cigarros fumados na região autónoma espanhola acabam ou no chão ou no mar, e não no lixo”, conforme cita o jornal Expresso

A proposta, enquadrada numa nova lei para os resíduos, está ainda em fase de redação e deverá entrar em consulta pública nos próximos meses, com entrada em vigor prevista para meados de 2024. No entanto, acaba por entrar em conflito com a lei do governo central espanhol que prevê a responsabilização das tabaqueiras pelos resíduos do tabaco.

Em Portugal, desde setembro de 2019 que atirar beatas para o chão dá direito a multa mas elas continuam a ser uma praga ambiental. A ser implementada a caução de 4€ por maço na Catalunha, é um possível exemplo para outras regiões e países.

Artigos recentes

“Um dia para mudar os próximos”

Lisboa acolheu a National Geographic Summit 2022 para refletir sobre o “planeta possível”, com base na coexistência sustentável entre humanos e natureza.

Comentários

0 Comments

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest