Bactérias “pegajosas” podem ajudar a resolver o problema dos microplásticos

Investigadores de Hong Kong desenvolveram biofilme bacteriano.

Partilhar

Investigadores de Hong Kong desenvolveram biofilme bacteriano.

E se, de uma forma natural e universal, pudéssemos capturar os microplásticos na água? Uma equipa de investigadores da Universidade Politécnica de Hong Kong descobriu uma propriedade “pegajosa” num tipo de bactérias e com ela é capaz de criar uma “bolha” que trava as pequenas partículas. Os microplásticos capturados nessa barreira natural poderão depois ser reciclados.

Apesar de a investigação estar ainda numa fase embrionária, os resultados apresentados no congresso anual da Microbiology Society mostraram-se promissores para o desenvolvimento de uma solução sustentável para travar o problema dos microplásticos. 

Segundo um artigo do The Guardian, tendencialmente as bactérias agrupam-se para conseguirem aderir às superfícies, criando uma substância pegajosa. Uma “comunidade” de bactérias pode, por isso, formar uma espécie de película a que se chama biofilme. Um exemplo comummente apontado é o da placa bacteriana dos dentes, formada pela acumulação de bactérias presentes na boca e por resíduos alimentares.

Recorde: Afinal, qual é o problema dos microplásticos

https://plasticoresponsavel.continente.pt/microplasticos-um-problema-grave-que-esta-por-todo-o-lado/

A descoberta da equipa desta universidade de Hong Kong partiu da bactéria Pseudomonas aeruginosa, que origina um biofilme capaz de travar e incorporar na sua camada pegajosa microplásticos que flutuam na água. Em grande escala, este sistema natural poderá impedir que as milimétricas partículas de plástico contaminem os ecossistemas aquáticos.

Artigos recentes

Comentários

0 Comments

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest