Hyundai aposta em transformar resíduos de plástico em hidrogénio

Fabricante automóvel investe cada vez mais na neutralidade carbónica.
Hyundai investe cada vez mais na neutralidade carbónica.

Partilhar

A Hyundai tem apostado, tal como os restantes fabricantes de automóveis, em oferecer opções mais amigas do ambiente. Os elétricos têm sido uma das bandeiras da empresa sul coreana mas o hidrogénio é o grande investimento para os próximos anos. A novidade é que os engenheiros da marca anunciaram recentemente que irão produzir grandes quantidades de hidrogénio unicamente a partir de resíduos de plástico.

A Hyundai já tem um modelo movido a hidrogénio, o Nexo, mas irá lançar em breve uma submarca dedicada apenas a este tipo de combustível, a HTWO. No comunicado de imprensa, a marca destaca os “mais de 20 anos de experiência” no hidrogénio para “inaugurar uma nova era”. O próprio nome, HTWO, é ‘descodificado’ em H2: hidrogénio e humanidade, procurando traduzir o propósito do investimento. 

Converter resíduos de plástico

Parte da aposta da Hyundai passa pelo investimento numa fábrica onde irá converter resíduos de plástico em hidrogénio. Através dos processos de pirólise (decomposição de materiais a altas temperaturas) e posterior gaseificação, os engenheiros da marca contam obter grandes quantidades de hidrogénio. 

A aposta é certa, embora não exista ainda muita informação. Já os investigadores da Universidade de Oxford testaram a possibilidade através de micro-ondas que convertem lixo de plástico em hidrogénio, tal como o projeto Waste2Tricity da Universidade de Chester, também em Inglaterra. 

Artigos recentes

Comentários

0 Comments

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest