Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

E se as redes de pesca fossem biodegradáveis?

Grupo de investigadores da Universidade de Coimbra está a trabalhar em projeto cujo objetivo é a criação de uma rede de pesca totalmente biodegradável em alternativa às atuais, feitas de nylon (plástico) e uma das principais causas da poluição nos oceanos.

BIOREDE é o nome do projeto de um grupo de investigadores da Universidade de Coimbra que está, precisamente, a tentar criar uma rede de pesca biodegradável, uma ‘biorede’. 

O lixo proveniente das atividades piscatórias e que acaba por ir parar ao mar é um dos principais causadores da poluição que ameaça as espécies marinhas, especialmente porque grande parte dos materiais tem plástico na sua composição. A ideia do BIOREDE é substituir a matéria-prima por materiais biodegradáveis e compostáveis. Ao mesmo tempo, a inovação passa por chegar a uma solução que garanta a resistência esperada de uma rede de pesca, para que o sucesso da atividade não seja comprometido.

Os investigadores da Universidade de Coimbra, em parceria com uma associação de pescadores da Figueira da Foz, têm conseguido melhorar a ‘fórmula’ do fio. O protótipo está pronto para ir para o mar, para ser testado em condições reais.