Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

Cidadãos pressionam Comissão Europeia para depósito de plástico

#Returntheplastics propõe sistema europeu de reciclagem de plástico. 

A 13 de agosto, a Comissão Europeia decidiu registar o projecto de cidadania participativa  #Returntheplastics que propõe a implementação de um sistema europeu de depósito de garrafas de plástico que garanta, assim, a reciclagem das mesmas. 

A proposta sugere que todos os supermercados passem a ter máquinas para recolha de garrafas e que seja instituída uma “taxa do plástico” às empresas que produzem garrafas de plástico. 

Nesta fase, o projeto precisa de apoio: se no prazo de um ano forem recolhidas 1 milhão de assinaturas de cidadãos de pelo menos sete dos Estados-membros, a Comissão Europeia deverá apresentar soluções para o problema.

1 milhão de garrafas são compradas por minuto, segundo a estimativa apresentada na proposta.

Em traços gerais, o #Returntheplastics propõe reciclar as garrafas de plástico através de uma “recompensa” de 15 cêntimos cada, sendo que todos os supermercados deverão ter máquina para devolução e recolha do plástico. 

O principal argumento apresentado pelo grupo de cidadãos organizadores é a lacuna da Diretiva da UE sobre os plásticos de uso único que proíbe os 10 itens mais comuns com exceção das garrafas de plástico. 

A ideia é fechar o ciclo, depositando a garrafa de plástico no mesmo sítio onde foi comprada. Basicamente o consumidor paga um extra de 15 cêntimos no momento da compra e esse valor é devolvido aquando do depósito da mesma. 

Na Alemanha, por exemplo, existe um sistema semelhante de devolução das garrafas de plástico (e da taxa de vasilhame) nos supermercados. Em Portugal, o projeto-piloto do Pacto Português para os Plásticos funcionou como teste para perceber como implementar um sistema semelhante de devolução das garrafas descartáveis.

Na página do #ReturnthePlastics, a organização manifesta a vontade de ver o sistema implementado em pelo menos cinco dos Estados-membros da UE na Conferência do Clima COP26 já em novembro, em Glasgow. E esperam “criar um movimento global de mudança para recusar, reciclar e reduzir o plástico numa luta contra a poluição do plástico”, reforçam. 

[em atualização: assim que a petição online estiver disponível, iremos disponibilizar o link]