Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

Mergulho às profundezas do oceano

Curta-metragem alemã mostra uma espécie de fusão poética entre natureza e plástico.

“E se o plástico pudesse ser integrado na vida marinha?”, assim começa a “viagem” de 4 minutos proporcionada pelo realizador alemão Pascal Schelbli na curta-metragem The Beauty. Descreve o filme como “uma viagem poética pelos oceanos, que são ao mesmo tempo deslumbrantes e imundos” e consegue fazer-nos mergulhar nessa perspectiva. 

Criada em 2019, a curta continua atual na chamada de atenção que faz, e fá-la com impressionante detalhe. O recurso a efeitos especiais, fotografia subaquática e uma narração meio dramática ajuda a envolver o espectador. 

Pascal Schelbi parece sugerir uma fusão do plástico no próprio ecossistema, quase como uma forma de metamorfose. Será essa adaptação a fórmula para a sobrevivência de algumas espécies? É uma provocação que toca, mais uma vez, a responsabilidade individual e da sociedade na questão do plástico desnecessário, no fim evitável do seu ciclo de utilização e do tratamento de resíduos.

The Beauty (Alemanha, 2019, 4′) 

Realização: Pascal Schelbli

Disponível no website do realizador:

(se não conseguir reproduzir o vídeo diretamente, aceda a https://www.pascalschelbli.ch/work-thebeauty.html)

Foi destaque no Monstra 2021, Festival de Animação de Lisboa.