Subscreva a nossa newsletter

Fazer um uso mais responsável do plástico é uma missão de todos nós.

Embarque connosco nesta jornada por uma vida mais sustentável.

 

Subscreva a nossa newsletter

Alinha numa “Dieta sem plástico”?

Campanha europeia de sensibilização alerta consumidores para o plástico excessivo.

Arrancou a 3 de maio uma campanha europeia de sensibilização para o consumo excessivo de plástico. Uma “Dieta sem plástico” (NonHazCity2 Plastic Diet) é o mote, procurando abordar o impacto do plástico na nossa saúde. Será através das redes sociais que as sugestões para alterar os hábitos de consumo irão chegar a público. 

Integrada na Green Week da União Europeia, a campanha estará no ar durante seis semanas em países como a Alemanha, França, Suécia, Grécia e Rússia, e em Portugal conta com apoio da associação ambientalista Zero. As ações propostas terão especial enfoque na sensibilização para a composição de alguns materiais.

“Os Plásticos e a ameaça oculta à saúde

O plástico está por todo o lado. Embalagens de alimentos, roupas, mobiliário, etc., são feitos de plástico. No entanto, o plástico pode conter vários produtos químicos tóxicos e hormonalmente ativos. Nós absorvemos essas substâncias perigosas por meio da respiração, do contacto com a pele e através da cadeia alimentar e, portanto, colocamos em risco a nossa saúde. Para a salvar, precisamos de reduzir o uso de plásticos!”

in https://thinkbefore.eu/en/ site oficial da campanha (tradução adaptada)

Ir às compras em modo “Dieta sem Plástico”

E se, ao irmos às compras, prestássemos mais atenção à composição de alguns produtos? Se já olhamos para tabelas nutricionais dos alimentos, por exemplo, fazer o mesmo com determinados produtos têxteis, olhando para a sua composição (evitar fibras sintéticas, poe exemplo), poderá ajudar a travar práticas industriais menos amigas do ambiente. Ou então, tentando evitar produtos embalados com excesso de plástico.  

A campanha envolve vários desafios para os consumidores testarem conhecimentos e tem uma aplicação gratuita associada, a Scan4chem que funciona como uma espécie de plataforma de reclamações e pedido de informações diretamente aos produtores. Por exemplo, numa ida ao supermercado, é possível “intimar” o fabricante a responder a questões sobre as substâncias que utiliza.

A app Scan4chem integra o projeto LIFE AskREACH, pensado para informar os consumidores sobre as substâncias, como determinados tipos de plástico, que podem suscitar especial preocupação e que estão presentes em muitos produtos e embalagens disponibilizados no mercado.