Surfar para combater o plástico

Desafio especial durante o MEO Rip Curl Pro Portugal, em Peniche

A praia de Supertubos, em Peniche, acolhe novamente uma etapa do circuito mundial de surf. O 11º Meo Rip Curl Pro Portugal arrancou a 17 de outubro e prolonga-se até dia 28. Paralelamente à competição e sob o mote “The Unwanted Shapes” (“As formas indesejadas”), a organização promove o desafio “Beat the Plastic Waste” (“Derrotar o Lixo de Plástico”), propondo aos atletas que experimentem pranchas construídas a partir de lixo de plástico.

A campanha foi pensada com o propósito de consciencializar o mundo através dos surfistas que, pela óbvia ligação ao mar e pela exposição mediática nestes campeonatos, assumem o papel de embaixadores da causa.

Pranchas (aparentemente) convencionais

A convite do patrocinador Meo, Luís Carvalho “Lacrau”, designer e shaper (termo usado para designar o “escultor de pranchas”, que lhes dá forma – shape, em inglês), construiu cinco pranchas a partir de lixo de plástico doméstico e de plástico reciclado, com um revestimento final de fibra de vidro, conferindo-lhes um aspeto semelhante ao das pranchas convencionais.

Durante a competição, é possível ver as pranchas em exposição no stand da Meo, na praia de Supertubos. 

O vídeo da campanha: