Sabia que as rolhas de hoje podem ser as árvores de amanhã?

O projeto funciona como um ciclo: as rolhas recolhidas serão recicladas para dar vida a novos produtos, e a matéria-prima entregue para reciclagem permite o financiamento da plantação de árvores autóctones. “O que vem da natureza volta à natureza” é o mote do Green Cork.

As boas práticas ambientais também fazem parte da Missão Continente, que desde 2008 apoia a Quercus no projeto Green Cork. Com o propósito maior de sensibilizar para a preservação ambiental e para o desenvolvimento sustentável, a iniciativa promove a reciclagem e reutilização de rolhas de cortiça no âmbito de uma cidadania mais ativa.

Pensar a cortiça de forma sustentável

É comum a cortiça ser referida como um bem precioso – e que a sua utilização seja pensada de forma sustentável. Especialmente para Portugal, este recurso natural tem sido cada vez mais valorizado pela sua versatilidade e inimitabilidade tecnológica. Embora seja especialmente utilizada na produção de rolhas, a cortiça tem sido amplamente explorada por criativos de todo o mundo nas mais diversas aplicações e tem despertado o interesse da ciência para fins distintos.

Já conhece o Rolhinhas?

A disponibilização de pontos de recolha de rolhas de cortiça nas lojas Continente – os Rolhinhas – facilita o processo de recolha e posterior reciclagem. Em 10 anos, foram recolhidas mais de 380 toneladas de rolhas de cortiça e plantadas 828 mil árvores autóctones através do projeto de rearborização Floresta Comum.

Todos podem participar: basta juntar as rolhas de cortiça e depositá-las no Rolhinhas mais próximo.

Green Cork Escolas: resultados em breve

Do lixo indiferenciado para o Rolhinhas, as rolhas de cortiça têm agora um novo destino. Através do Green Cork Escolas, a valorização da matéria-prima é feita através da sensibilização para a reciclagem e reutilização junto das comunidades escolares – a participação está aberta a toda a comunidade educativa desde o jardim-escola à universidade. As escolas inscritas competem entre si para recolher o maior número de rolhas e os vencedores são recompensados. Está para breve o lançamento da campanha 2019/2020 e o anúncio das escolas vencedoras da edição anterior. As instituições de ensino e IPSS podem fazem a inscrição online e promover a recolha de rolhas para posterior entrega e contabilização. São também valorizadas as atividades de sensibilização promovidas no âmbito da campanha.