Missão Continente quer perceber o envolvimento dos portugueses com o desenvolvimento sustentável

Pela segunda vez, a Missão Continente promove o Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal, um estudo coordenado pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa para compreender o envolvimento dos cidadãos com o desenvolvimento sustentável e identificar, assim, as ações com maior potencial de aceitação.

Assumindo que o desenvolvimento sustentável é uma responsabilidade de todos, os grandes temas abordados neste inquérito passam pela economia circular, alimentação saudável e, inevitavelmente, pela utilização responsável do plástico.

Relativamente ao plástico, o grande desafio da atualidade é reutilizar, procurar alternativas sustentáveis e sensibilizar produtores e consumidores. Enquanto retalhista, o Continente tem uma responsabilidade acrescida não só no que respeita ao Compromisso de uma utilização responsável do plástico como na redução da pegada ecológica decorrente da sua atividade, através, por exemplo, do ecodesign das embalagens de marca própria.

Neste contexto, a abordagem deste Grande Inquério sobre Sustentabilidade ao tema dos plásticos procurou apurar quais as principais medidas que os portugueses consideram prioritárias, de acordo também as metas estabelecidas pela Comissão Europeia para a eliminação do plástico de uso único, por exemplo. Tendo a alimentação saudável como tema central deste estudo, os inquiridos foram também questionados sobre os microplásticos e a perceção que têm das consequências para as espécies marinhas e eventual repercussão na alimentação humana.

Os resultados do II Grande Inquérito sobre Sustentabilidade serão apresentados na próxima quarta-feira, 4 de setembro, a partir das 9h, no auditório do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. A entrada é livre mas é imprescindível a inscrição online.

O programa do evento conta com intervenções de Luís Moutinho, CEO da Sonae MC, Luísa Schmidt e Mónica Truninger, coordenadoras do estudo e terá também representantes governamentais. O certame termina ao final da manhã com o painel de debate “Sustentabilidade e Mudança: desafios para um país em transição” moderado pelo jornalista João Adelino Faria. O programa completo poderá ser consultado aqui.

Primeiro Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal (2016): principais conclusões

Nos resultados do Primeiro Grande Inquérito sobre Sustentabilidade, apresentados em setembro de 2016, os portugueses apontaram Educação, Turismo e Energias Renováveis como setores cruciais para o desenvolvimento do País.

“A primeira palavra a este inquérito é de elogio. Quer saber-se o que os portugueses pensam sobre eles próprios e essa informação, tratada cientificamente, é muito interessante. Este tipo de trabalho não é só um retrato do país, é um catalisador do futuro dos portugueses. Temos de complementar  a perspetiva económico-financeira com uma perspetiva sociocultural, permanente. É  da simbiose das duas que resulta aquilo que precisa o país”, declarou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a iniciativa promovida pela Missão Continente.

Já Luís Moutinho, CEO da Sonae MC, esclareceu que “para a Missão Continente é importante perceber como é que os portugueses veem o seu futuro e o do País e quais as suas prioridades para que possamos garantir um futuro mais sustentável. Esta é a razão principal pela qual entendemos realizar o Primeiro Grande Inquérito à Sustentabilidade em Portugal, com a coordenação científica do Instituto de Ciências Sociais. Acreditamos que desta forma a Missão Continente conseguirá ir cada vez mais ao encontro das expetativas e necessidades dos Portugueses e contribuir para um Portugal melhor, mais saudável e sustentável ”

Principais conclusões: https://www.sonae.pt/fotos/editor2/principais_conclusoes_primeiro_grande_inquerito_sobre_sustentabilidade.pdf

No II Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal esperam-se novas orientações para o caminho a traçar, em conjunto.