Jaguar incorpora plástico reciclado em novos veículos

O fabricante automóvel Jaguar Land Rover anunciou recentemente o projeto ChemCycling que propõe transformar lixo plástico em plástico reciclado de alta qualidade. Através de um processo termoquímico, lixo de plástico doméstico poderá dar origem a componentes da marca de automóveis de luxo. A Jaguar Land Rover está a trabalhar nos primeiros protótipos em parceria com a BASF e de encontro ao compromisso sustentável “Destino Zero”.

O processo químico de reciclagem desenvolvido pela BASF transforma os resíduos de plástico num óleo de pirólise capaz de dar origem a novos produtos, independentemente do tipo de produção dos parceiros industriais. No vídeo em baixo é possível perceber melhor o processo químico em questão e o seu grau de inovação, com uma nota para os consumidores: “cabe aos consumidores decidir se esta nova tecnologia de reciclagem será uma história de sucesso”.

De acordo com declarações dos responsáveis da Jaguar Land Rover, apesar dos plásticos serem essenciais para a indústria automóvel, é imprescindível aliar a inovação à ação conjunta de fabricantes, fornecedores e reguladores para que se encontrem soluções para o grande desafio global dos resíduos de plástico.

A meta definida pela marca para 2020, de conseguir que o processo de fabrico no Reino Unido envolva zero desperdício, já foi alcançada: o plástico de uso único de mais de 14 millhões de items utilizados como componentes para automóveis foi substituído por plástico reciclado. Segundo dados disponibilizados no site da Jaguar Land Rover, o plástico virgem evitado com esta medida permite uma poupança de mais de 1,3 milhões de m2 de plástico, o equivalente à área de 187 campos de futebol. No futuro, o objetivo é alcançar o “Destino Zero” de emissões de CO2, apostando em veículos eléctricos e mantendo o processo de fabrico com zero desperdício.

DR Jaguar. Esquema ilustrativo da incorporação de componentes de plástico reciclado nos novos modelos de automóveis.

À semelhança da Jaguar Land Rover, outras marcas do setor automóvel estão a ser pressionadas pela opinião pública na resolução conjunta dos problemas resultantes da utilização desmedida de plástico virgem. Socialmente, o papel de cada um de nós, enquanto cidadãos, é atuar de forma responsável para que a pegada ecológica de cada um seja o menos pesada possível.