O gesto é tudo: dicas para usar menos plástico

Will McCallum faz parte da Greenpeace UK e é um dos “responsáveis pelos oceanos” (e não somos todos?). Editou em agosto de 2018 “Viver Sem Plástico“, com o propósito de incentivar pequenos gestos individuais, e desafia: “Vamos precisar de um movimento feito de milhões de pequenos gestos individuais, que juntarão as pessoas de todos as origens e culturas, cuja vontade se vai fazer sentir em todo o lado, desde a aldeia mais pequena ao mais alto dos arranha-céus.”

É a partir deste “guia para mudar o mundo e acabar com a dependência do plástico” que partilhámos algumas sugestões para reduzir o plástico no dia-a-dia.

Ao ir às compras, leve um saco reutilizável.

É cada vez mais comum que, no trabalho, se evitem as garrafas e os copos de plástico. No entanto, nunca é demais relembrar que pode reutilizar uma garrafa de vidro vezes sem conta assim como utilizar a sua própria chávena de café (sabe melhor ainda!).

Plásticos descartáveis everywhere: na Bagga, por exemplo, as refeições já não são servidas em pratos ou copos de plástico. Em casa, quando preparar aquele lanche ou festinha dos miúdos, procure alternativas em cartão ou outros materiais. Diga não à loiça descartável!

Sabia que todos os anos são vendidas 500 mil milhões de garrafas de plástico? São cerca de 20.000 garrafas por segundo e este número não pára de aumentar…

Precisa mesmo de uma palhinha para beber? A sério? Se, por alguma razão, não vai abdicar da sua palhinha… opte por um material mais duradouro, como o bambu.

O uso responsável do plástico passa não só por substituirmos alguns produtos feitos em plástico por outros, produzidos com materiais alternativos, mas também por reciclar o plástico que consumimos.