A história (feliz) das bananas solitárias

Um cesto de bananas avulso com um grande e amarelo cartaz que lhes dá voz: “Estou só. Leve-me consigo.” A criativa campanha do Continente, com a marca da Missão Continente, é bem simples, na verdade: juntar todas as bananas que, por alguma razão, ficaram “fora do cacho” e mostrá-las. Contra o desperdício alimentar.

Segundo a equipa da Sonae MC que trabalhou esta solução, a banana é “o produto nº 1 em quebra nas nossas lojas. Um dos motivos são as bananas soltas, isto é, as pessoas mexem, escolhem e partem os cachos, há muitas que ficam abandonadas, “sozinhas” e ninguém as compra”.

Com esta solução, de fácil implementação e baixo investimento, espera-se uma redução significativa do volume de quebras de banana. Em fase de teste em algumas lojas, muito em breve as “bananas sozinhas” estarão disponíveis em todos os hipermercados Continente.

Recorde-se uma outra solução para um problema de desperdício alimentar: a utilização das bananas maduras (e, por isso, não comercializáveis) num produto alimentar fruto da Economia Circular, o Panana.